FRIDA E EU

UM POUCO DA HISTÓRIA

Frida e eu marca o lançamento da Bacuri Cultural, produtora sediada em São Paulo, criada para viabilizar, produzir e difundir exposições e outras formas de arte dedicadas exclusivamente às crianças.

Deidré Guevara, a curadora de Frida e eu, conta sobre o processo de gestação e nascimento: “A ideia de Frida e eu surgiu em 2012 tendo como norte aproximar crianças e museus. Sem dúvida que Frida Kahlo é a pintora mexicana mais conhecida mundialmente e nos pareceu incrível a possibilidade de falar sobre ela, além da oportunidade em trabalhar em parceira com o Centro Pompidou, reconhecida instituição por sua experiência no manejo com o público infantil. Entre os muitos elementos tratados pela pintora em seus quadros, estão a dor e a doença, presentes também na vida das crianças. Pensamos então que com uma mediação acertada, o amor pela arte e os elementos adequados, todo artista é um possível meio entre os pequenos visitantes e o museu”.

Daniela Kohl Schlochauer, da Bacuri, responsável pela vinda da exposição ao país, fala de seu encantamento pelas peças que viu no Pompidou, dois anos atrás, e que agora chegam ao público brasileiro: “Fiquei encantada - não só pelas cores, formato e ludicidade, mas também pela forma como alguns dos temas trazidos por essa artista mexicana tão intensa, importante e atual foram apresentados”.

A equipe da Bacuri é formada por sete profissionais inquietos e que vêem a arte e sua difusão como elementos formadores bastante importantes, ainda mais para as crianças, em fase de pleno desenvolvimento.

Sobre

São 15 estações que trazem a alma da artista para perto das crianças. Não estão na Unibes Cultural obras de acervo, pinturas feitas pela própria - mas o visitante pode se sentir um pouco como a própria Frida. Uma das seções que promove isso é a “cama da Frida”: deitando-se em uma cama com um cavalete adaptado, canetas esferográficas à disposição e um espelho no teto colocado na posição exata em que quem deite ali consiga se ver, qualquer um é capaz de ver sua própria imagem e se autorretratar. Foi assim que Frida começou a pintar! É ou não é um convite para que as crianças sintam um pouco a dificuldade – e a solução – encontrada por Frida para seus meses de repouso forçado e absoluto?

Prepare-se para a visita

Objetivo e Números

Objetivos
Falar de Frida é trazer à tona questões como dor, sofrimento, diversidade e, ao mesmo tempo, paixão, natureza e superação. E a vontade em trazer para o Brasil foi impulsionada por um interesse comum entre nós (Bacuri Cultural), Deidré Guevara e a Unibes Cultural: atrair o público infantil a um grande museu ou instituição cultural e disseminar o conceito de que museu e arte são também "coisa de criança”.

A exposição é composta por seis eixos temáticos:
  • FRIDA E O AUTORRETRATO
  • FRIDA E A FAMÍLIA
  • FRIDA E A DOR
  • FRIDA E DIEGO
  • FRIDA E A NATUREZA
  • FRIDA E PARIS
A partir destes temas, os visitantes entram em contato com a vida e a obra da artista, a primeira latino-americana a ter um quadro vendido por um milhão de dólares. Mundialmente conhecida por seus autorretratos – cerca de um terço de seu trabalho – ela também valorizou, como poucos, as cores e a cultura de seu país. Suas telas são, na maioria das vezes, cheias de tons, elementos, animais, plantas – e alguma agonia.
Números
Alguns países receberam Frida e eu antes do Brasil. Saiba quais foram e quanta gente foi visitar!

  • França:
    Paris, 2013, no Centre George Pompidou, com 71 mil visitantes.
  • México:
    Acapulco, 2014, na Gran Galería, com 26 mil visitantes; Iguala, 2014, com 15 mil pessoas; Zihuatanejo, 2015, com 9 mil pessoas; Chilpancingo, 2015, com 3 mil visitantes; Guadalajara, 2015, no Museo Hospicio Cabañas com 60 mil visitantes; Taxco, 2016, no Museum Casa Borda.
  • Inglaterra:
    Liverpool, 2015, na Central Library, com 31 mil visitantes.
  • Espanha:
    Malaga, 2016, no Centre George Pompidou Malaga.
  • Rio de Janeiro:
    Casa México – Jogos Olímpicos, 2016 – 40 mil visitantes.
Saindo do Brasil, Frida e Eu já tem destino certo: Estados Unidos (California), México (Juarez, Cidade do México) e Turquia (Istambul).

Galeria de Fotos

Perguntas Frequentes

Vou poder ver o quadros pintados pela artista, obras de acervo?
Não. A exposição Frida e eu não possui obras de acervo nem obras originais na artista.
Quanto tempo dura a visitação?
Dura em média 40 minutos. A visitação não tem limite de tempo. Pedimos apenas que, em caso de filas, não estendam muito o período para dar chance de todas as pessoas visitarem.
É permitido tirar fotos?
Sim, as fotos estão autorizadas.
É possível fazer um agendamento para um grupo grande e/ou escola?
Sim, agendamentos estão sendos feitos. Os interessados devem mandar um email para agendamentofrida@bacuricultural.com.br
Há idade mínima para a visitação?
Não há; todas as idades estão convidadas e podem aproveitar a exposição.
Como tenho notícias das próximas viagens de Frida e eu e se poderei ver na minha cidade?
Por enquanto, acompanhe as novidades por essa página e também pela página da nossa produtora: www.facebook.com/bacuricultural

Visita e Contato

Visita

UNIBES CULTURAL

Rua Oscar Freire, 2.500 – Sumaré – São Paulo/SP
Ao lado do metrô Sumaré
(11) 3065-4333

Data e horário de visitação:

11/03/17 a 30/06/17, segunda a sábado
das 10h30 às 19h30

Como chegar:

A Unibes Cultural fica ao lado da estação Sumaré do metrô (linha verde). A linha de ônibus que passa no local é a 817c/10 (Lapa-Clínicas).

Estacionamentos conveniados:

Rua Oscar Freire, 2.617
Rua Amália de Noronha, 127

Informações adicionais:

O espaço é acessível, possui elevadores, cafeteria, ar-condicionador, banheiro com trocador e wi-fi.

Faixa etária recomendada:

a partir de 4 anos

Valores:

Os ingressos devem ser adquiridos pelo site
http://www.ingressorapido.com.br

- Segunda-feira: gratuito
- Terça-feira à sexta-feira: R$ 24,00 (inteira) e R$ 12,00 (meia)
- Sábado: R$ 30,00 (inteira) e R$15,00 (meia)
- Domingos: o espaço não abre

* Importante: Estudantes, idosos e professores pagam meia entrada (necessária a apresentação de documento de identificação ou carteira de estudante).

Contatos

Agendamento de grupos:
Thiago@bacuricultural.com.br

Contato Frida e Eu:
fridaeeu@bacuricultural.com.br

Contato Bacuri Cultural:
daniela@bacuricultural.com.br


Informações para a Imprensa:

Sing Comunicação de Resultados
fridaeeu@singcomunica.com.br
(11) 5091-7838

Andreia Borges,
Tatiane Dantas,
Janaína Leme,
Vânia Gracio e
Melissa Sayon


FICHA TÉCNICA

FRIDA ET MOI | MÉXICO/FRANÇA

Realização e Produção

  • Direção Geral de Projeto
    Deidré Guevara Gallegos
  • Direção de Projeto Centre Pompidou
    Patrice Chazottes
  • Produção Geral
    Lourdes Morales González de Cosio
  • Responsável de Produção París
    Dominique Kalabane
  • Conselheiro Técnico, Museografía
    Fabien Lepage
  • Curadoria
    Odile Fayet
    Isabelle Frantz-Marty
    Deidré Guevara Gallegos
  • Desenho de Dispositivos
    Les Sismo Designers
  • Arquiteto de Intervenção
    Laurence Fontaine
  • Dispositivos Multimedia
    Concepción: Frédéric Mauclère
    Coordinación: Raffaele Docimo – DSIT
  • Dispositivos Audiovisuales
    La maga films
    Polo Camargo Jofre
    Alejandro Cabrera
  • Realização
    Lolalab
    Carlos Alonso Posadas Castañón
    Diégo Sánchez Gutiérrez

FRIDA E EU | BRASIL

Realização e Produção

BACURI CULTURAL

  • Direção Geral
    Daniela Kohl Schlochauer
  • Cosultoria Estratégica
    Conrado Schlochauer
  • Gerência de projeto
    Lucila Chaves Alvarenga
  • Administrativo
    Lourenço Saporito e Rodrigo Saporito
  • Design
    Daniel Stancosvosky
  • Educativo
    Thiago Martins Maranhão
  • Marketing e vendas
    Guaimbé Bureau de Cultura
  • Consultor Jurídico
    Renato Saraiva de Moraes
  • Assessoria de Imprensa
    Sing Comunicação

UNIBES CULTURAL

  • Conselho Administrativo
    Célia Kochen Parnes – Presidente
    Anna Kaufman Schuartz
    Bruno Laskowsky
    Denise Zaclis Antão
    Fanny Michaan Terepins
    Gabriel Zitune
    Marcos Grodetzky
  • Conselho Fiscal
    André Schivartche
    Eduardo Luiz Wurzmann
    Nelson de Figueiredo Moraes
  • Diretor Executivo
    Bruno Assami
  • Programação
    Alessandro de Souza Diniz
    Augusta Cohen
    Carolina Mestriner
    Cecília Ben David
    Cristina Pereira
    Elaine Vieira
    Giovanni Checchin
    Jeferson Faustino de Afonso
    Laura Gonçalves
    Nanci N.de Souza
    Roseli Vaz
  • Comunicação
    Andreia Biasi
    Derivaldo Andrade
    Marcos Fecchio
    Mitizy Olive Kupermann
    Tiago Shimo
    Veronica Bertoni
  • Marketing Cultural
    Elyse Abrão
    Marisa de Sousa Castro
  • Administrativo
    Barbara Toledo Dos Santos
    Bruno F. de Carvalho
    Daniel Alves de Meira
    Edson Luiz Amarante Junior
    Elder W. Garbuio
    Fabio Santos
    Francisco Tomaz Godoy
    Giovani T. de Oliveira
    Guilherme Guz
    Jacques Braz Da Silva
    Jose Ferreira de Matos
    Juliana de Lima Santana
    Leonardo Soares
    Mariana R. de Araújo
    Michella P. de Andrade
    Pabrio Alexsandro Telles
    Pamella Cia Hetzl
    Ricardo Alves de Meira
    Sergio Iavelberg
    Thiago Durães de Queiros

Patrocínio master

Apoio logístico

Promoção

Realização